segunda-feira, 23 de maio de 2016

(Pensamentos): Discussão vazia



Nesses tempos de intolerância é preciso que me posicione sobre alguns assuntos, a fim de preservar um pouco minha integridade física e mental e conservar algumas amizades que ainda julgo relevantes ou mesmo necessárias.

Um dos balizadores de minha convivência social atual é evitar a todo custo (até fugir) entrar em discussões vazias.

sexta-feira, 4 de março de 2016

(Pensamentos): Minha indignação

free image in http://pt.freeimages.com/photo/justice-1222496
É importante deixar claro porque me sinto tão indignado com a alegria de algumas pessoas por uma provável prisão de Lula e família.

O que gira em torno disso são os meus pensamentos a respeito do que é importante e desejável em uma democracia.

E quais são as qualidades de uma democracia?

terça-feira, 20 de outubro de 2015

(Devaneios): Ética e consciência


A ética.

Gostaria de poder falar algo a respeito.

Falo assim, ética no minúsculo, como algo que deveria ser inerente a todo ser humano, como um sentimento, como uma perspectiva única de vida. Não deveria existir outra opção para as pessoas. Seria isso, ou está fora.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

(Crônica): Má companhia


free image on http://www.freeimages.com/photo/face-topology-1170216

Não sou uma boa companhia.

Tenho problemas, sei disso!

Confesso que gostaria de deixar-me de lado.

Encostar a mim mesmo em um canto e deixar-me ali, sem que ninguém veja. 

terça-feira, 15 de setembro de 2015

(Pensamentos): Reencontro

free image on http://www.freeimages.com/photo/boxes-1416485
Como será o reencontro? Como me comportarei no dia que te rever?

Naquele momento em que ver-te chegando, vendo-te ao longe, tomando forma, vindo em minha direção. Como meu coração irá palpitar, faltará oxigenação ao meu cérebro, faltarão forças às minhas pernas, conseguirei pronunciar algo compreensível?

Uma imagem já apagada, apenas um nome, um nome persiste em meu cérebro. A imagem é aquilo que existia há muito tempo. Não sei como foi tua evolução, não sei como se comportaram várias partes daquilo que te compõe, tua pele, teu cabelo. Como se comportou você durante todo esse tempo, esse incansável destruidor de lembranças?